Cavalo – Fuga

Cavalo - Fuga

 

Hoje, quando aparecemos na televisão, nada mais podia ser feito a esse respeito. Aquela mesma mulher sentou-se do lado de fora do café a lamentar-se do ocorrido e do futuro catastrófico anunciado pelo roteiro do programa jornalístico.                                                      Ficava a cada passo mais difícil entender a série e a ordenação dos fatos, indecifráveis.

Advertisements

3 patinhos no azougue

Impressão em papel fotográfico, 2009 (90 x 60 cm)

“Assim é necessário que estejam indeterminadas as causas a partir das quais vem a ser o que é a partir do acaso.  Por isso, reputa-se que o acaso pertence ao indeterminável e é não evidente ao homem, e de um certo modo pode-se reputar  que nada vem a ser a partir do acaso. Pois tudo isso se diz de modo acertado, razoavelmente.”

As aspas nos redimem.